E daí?

E daí?

domingo, 1 de junho de 2014

A inclusão regride?

Brasil, a farsa da inclusão e acessibilidade universal.
1.       Por que a inclusão não existe?
a.       Não interessa (ainda) à indústria do turismo, lazer, cultural, mobilidade urbana, etc.?
2.       Por que a indústria cultural e midiática não se interessa pela inclusão?
3.       As prioridades relativas aos ODM foram abandonadas?
4.       Exemplos:
a.       Os urbanistas desprezam e não priorizam a inclusão e acessibilidade.
b.      O desenho universal não é lei no Brasil.
c.       As normas de segurança são feitas ao sabor da indústria.
d.      Concessionárias privatizadas gastam uma fortuna em propaganda e muito pouco pela inclusão e acessibilidade.
e.      Idosos e idosas são tratados como um problema inevitável, as cidades não se preocupam seriamente com a segurança deles.
f.        O ensino da LIBRAS não é considerado nas reformas propostas (CEENSI, exemplificando).
g.       Os filmes nacionais não têm legenda.
                                                              i.      Áudio descrição e LIBRAS (língua oficial brasileira) aparecem raramente.




Nenhum comentário:

Postar um comentário