E daí?

E daí?

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Impostos e qualidade de administrações

Após as eleições temos o império das maldades. Aumentos de impostos, taxas, tarifas, carimbos etc.
O povo está se preparando para as férias, longe do pesadelo do retorno.

1) Impostos devem aumentar?
2) Todos sabem que impostos, taxas, etc. estão aumentando?

Eventualmente o Governo não tem alternativas, a distribuição dos impostos penaliza os municípios. 

3)Antes de aumentar os impostos lutaram ao máximo pela Reforma Fiscal, uma mudança a favor de quem precisa fazer muito e vê seus impostos sumirem?
4)Quais são os indicadores de qualidade das secretarias, ministérios, estatais, autarquias etc.?
5)Vamos pagar mais para continuar recebendo serviços nem sempre bons?
6)Os custos são proporcionais aos benefícios?

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Questões levantadas pelo eng Roberto Pereira D’Araujo – Diretor do Instituto de Desenvolvimento Estratégico do Setor Elétrico – ILUMINA


Se alguém vendar os olhos, atravessar a Avenida Presidente Vargas ao meio dia e chegar vivo do outro lado, isso não transforma em aceitável o risco que se correu. Se não houver racionamento, seria educativo que o governo refletisse sobre esse exemplo. O problema não se limita a ter ou não ter a penúria de energia, como o governo se vangloria. O que é importante e o que deveria estar sendo debatido é o caminho percorrido até aqui.

Para o instituto ILUMINA, a situação atual apresenta sintomas gravíssimos e, se estivessem ocorrendo em países com melhores instituições, certamente uma profunda reforma já estaria sendo considerada. Exagero? 

1) Quantos sistemas elétricos no planeta geram dívidas cujo montante são equivalentes a duas usinas de Belo Monte ou quatro usinas do Rio Madeira? 

2) Quantos sistemas adotam mecanismos de redução tarifária que causam uma redução de 70% no valor da sua principal empresa geradora? 

3) Quantos o fariam em troca de uma redução pífia para o padrão de parques de base hidráulica? 

4) Quantos sistemas no mundo apresentam um mercado livre cujas variações de preço atingem 7.000%? 

5) Quantos sistemas no planeta obrigam o consumidor a pagar juros por kWh consumido? 

6) Quantos sistemas no mundo subsidiam geração térmica, como está ocorrendo agora?

(P.S.): reordenamento nosso

Acrescentamos:

a) e se o PIB tivesse realmente crescido a taxas módicas?

b) o que aconteceria se a Economia não tivesse sido travada pelo Banco Central?

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

MAIS MÉDICOS - SEM FRONTEIRAS?

Quantos médicos o Brasil teria atraído gastando que que paga pelos médicos estrangeiros n Brasil dentro do Programa Mais Médicos se fizesse um acordo com o Médicos Sem Fronteiras?
Qual seria a melhor opção?

 


O Médicos Sem Fronteiras poderia ser um grande parceiro do Brasil aqui?

MÉDICOS SEM FRONTEIRAS - VOCÊ A APOIA?

http://www.msf.org.br/

Publicado em 27/03/2014
http://www.msf.org.br/

Resumo das principais atividades da organização médico humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras ao redor do mundo em março de 2014:

RCA - Cuidados de saúde em meio à violência
Chade e Camarões - O êxodo centro-africano
Tuberculose - Esperança para pacientes com resistência a medicamentos
Mulheres deslocadas - um duplo desafio
Afeganistão - Entre a retórica e a realidade



Os Médicos Sem Fronteiras demonstram de forma inequívoca que merecem nosso respeito e apoio.

Seu clube de serviços, loja maçônica, ONG, VOCÊ  faz doações a essa entidade?

ELA ESTÁ CONTRIBUINDO PARA SALVAR A HUMANIDADE.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

O mercado maldito da energia elétrica - um modelo institucional sórdido

http://ilumina.org.br/no-brasil-o-obvio-esta-rouco-artigo-do-ilumina-no-valor/


http://ilumina.org.br/bandeiras-tarifarias-voce-assume-parte-do-risco/


http://ilumina.org.br/eletricas-enfrentam-cenario-adverso-no-2o-trimestre-valor/


Energia elétrica é um "produto"  essencial.

Serviços essenciais devem ser submetidos a regras de especulação?
Por quê os agentes não falam em racionalização do uso da energia elétrica?
É justo o consumidor pagar pelos erros de outros, principalmente se não tiver opções?
De que jeito as empresas de distribuição investirão em qualidade e confiabilidade se sempre estarão sujeitas a caprichos de "mercado"?
Somos otários?

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Precisamos de mudanças radicais no ensino da Medicina

Por quê a ênfase na alopatia e cirurgias perigosas?
Homeopatia, plantas medicinais brasileiras com pesquisas acadêmicas e eternas (resultados?), etc.), acupuntura etc sem a ênfase que mereciam...



da Wikipédia:
Alopatia é um termo introduzido em 1810 por Christian Friedrich Samuel Hahnemann (1755-1843), considerado o Pai da Homeopatia, para descrever técnicas de tratamento que sigam o princípio "Contraria contrariis curantur" que seria oposto ao "Similia similibus curantur" (semelhantes são curados por semelhantes), base terapêutica da homeopatia.
A "medicina alopática" é uma expressão usada normalmente por homeopatas e defensores de outras formas de medicina alternativa para se referirem à utilização, por parte da medicina convencional, de agentes farmacologicamente ativos ou intervenções físicas, com o objetivo de tratar doenças, suprimirsintomas ou processos fisiopatológicos.1
Baseada no princípio contraria contrariis ou Lei dos Contrários, é oposta à Homeopatia. Também conhecida por Heteropatia, Enantiopatia, é o tratamento de doenças utilizando medicamentos cujos efeitos são diferentes daqueles sintomas apresentados por essas doenças.
O termo geralmente se refere à medicina atual, ou convencional, de bases científicas, em contraste à medicina alternativa. Nunca foi aceite como um termo cientifico prevalecente, foi adotado pelos defensores da medicina alternativa para se referirem pejorativamente à medicina convencional. Nestes círculos, a expressão "medicina alopática" é ainda usada para se referirem a um "grupo alargado de categorias de práticas médicas que por vezes também é dado o nome de medicina ocidental, biomedicinamedicina baseada em evidências, medicina moderna".

terça-feira, 22 de julho de 2014

Túnel Santos-Guarujá e a BR 101

A BR 101 deveria ser uma estrada de união das cidades costeiras.
Com o amadurecimento de tecnologias e conceitos, poderia ser retomada com vigor.
Infelizmente o pessoal dorme sobre ela, que até teria a hipótese de uma opção ferroviária. A desculpa é a existência de restrições ambientais, uma questão que não olham nas cidades cujo crescimento é mais do que agressivo. Precisamos de coerência e não desprezar a sinergia de nossos polos urbanos no litoral.

Com certeza a corrupção e a incompetência assustam, mas deveríamos ter de nossos candidatos uma resposta para esse desafio de integração nacional.


Vale a pena ver:



De:
Enviada em: sábado, 19 de julho de 2014 23:52
Para: undisclosed-recipients:
Assunto: Fwd: Túnel Santos-Guarujá

Túnel Santos-Guarujá

   
Dada a largada para o licenciamento ambiental do Submerso - Túnel Santos-Guarujá

Governador Geraldo Alckmin apresentou o traçado definitivo do túnel e entregou cópia do EIA/Rima aos prefeitos de Santos e Guarujá nesta terça-feira (3/9)









Publicado em 04/09/2013
O túnel, que terá 762 metros de extensão, 950 metros de rampas e cerca de 4,5 km de obras viárias em superfície e em viadutos, será composto de seis módulos de concreto pré-moldado, que serão construídos em uma doca seca localizada no Guarujá.


  • Quando o Brasil terá gerenciamento e planejamento técnico eficaz?

  • Continuaremos a depender de gerentes negociados em função do horário político?

  • Nosso país está condenado a rastejar?

sábado, 5 de julho de 2014

EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - NÃO BASTA FORNECER É PRECISO FISCALIZAR

O Equipamento de Proteção Individual - EPI é todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado a proteção contra riscos capazes de ameaçar a sua segurança e a sua saúde.

O uso deste tipo de equipamento só deverá ser feito quando não for possível tomar medidas que permitam eliminar os riscos do ambiente em que se desenvolve a atividade, ou seja, quando as medidas de proteção coletiva não forem viáveis, eficientes e suficientes para a atenuação dos riscos e não oferecerem completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho e/ou de doenças profissionais e do trabalho.

Os equipamentos de proteção coletiva - EPC são dispositivos utilizados no ambiente de trabalho com o objetivo de proteger os trabalhadores dos riscos inerentes aos processos, tais como o enclausuramento acústico de fontes de ruído, a ventilação dos locais de trabalho, a proteção de partes móveis de máquinas e equipamentos, a sinalização de segurança, dentre outros.

Como o EPC não depende da vontade do trabalhador para atender suas finalidades, este tem maior preferência pela utilização do EPI, já que colabora no processo minimizando os efeitos negativos de um ambiente de trabalho que apresenta diversos riscos ao trabalhador.

Portanto, o EPI será obrigatório somente se o EPC não atenuar os riscos completamente ou se oferecer proteção parcialmente.

Sérgio Ferreira Pantaleão

Que tipo de EPI os jogadores de futebol deverão usar?

quinta-feira, 26 de junho de 2014

A COPEL pode e deve explicar

Cascaes
Existe um documento que a Copel e obrigada a elaborar atendendo a legislação americana.  No site da Copel, acionistas e investidores, está publicado o chamado 20F, dede 1999, onde consta informações de todos os riscos.






  • Compra e venda de energia, quem são os intermediários, por quanto venderam etc.?
    • Por exemplo: Para atender  interesses ou lógicas estranhas a Copel assinou, em 2000, contratos absurdos de compra de energia para entregarem a partir de set. de 2002, mais de 50% do que a Copel produzia para vender no mercado Spot, com a Ciem, Usina de Araucária e Itiquira. Preço médio de compra 140,00 (Aneel não aprovou nem um dos contratos). 
    • Após o racionamento de 2001 o preço no mercado Spot era R$ 4,00, ou seja, micou todos os contratos e o efeito em 2002 foi um prejuízo de 370 milhões nos resultados daquele ano. 
    • O principal motivo da não privatização foi analise dos pretendentes  da situação econômica financeira da Copel, FALIDA. 
  • Estariam de novo causando outros estragos e a conta está vindo na tarifa da Distribuidora para pagarmos a Conta?


ALGUÉM PODE EXPLICAR A INAÇÃO FEDERAL DIANTE DA GRAVIDADE DO CAOS ELÉTRICO?

POR FAVOR, VEJAM: 

  http://ilumina.org.br/copel-suspende-reajuste-e-vai-pedir-novo-diferimento-exame-2606/

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Publicidade total na compra e venda de energia

As distribuidoras de energia elétrica estão aumentando tarifas acima da inflação.
É fácil culpar São Pedro.


  • O preço, custo, lucro e prejuízos sobram para os consumidores?


  •  Que publicidade as concessionárias dão de suas transações a favor de seus clientes, principalmente o mercado cativo?
  • Que tipo de auditagem ética existe?
  • Quem exerce vigilância?
  • Quem protege o mercado cativo?
  • Onde estão os relatórios e históricos da venda de energia das geradoras e da compra feita pelas distribuidoras?
  • O que fazem as comercializadoras de energia?


  • Precisamos de relatórios minuciosos, ano a ano, da negociação de energia nesse atual modelo, responsável pelo caos e pela transformação da energia em produto especulativo.


terça-feira, 24 de junho de 2014

Tarifas de energia elétrica

O Setor de Energia Elétrica merece uma auditoria externa, nobre e com credibilidade.
Os erros, se aconteceram, merecem correções.


  • Vamos simplesmente pagar as contas?
  • Quem, onde, quando, quanto, o quê está errado?
  • Energia elétrica é um produto qualquer que pode ser submetido a especulações nebulosas?
  • Quem assina embaixo do que se fez nesses últimos dois anos?

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Qual é o efeito da criação de "estrelas" em esportes que dependem de boas equipes?


  • Como desmontar uma equipe?
  • O que significa aceitar patrocinadores?
  • Quem manda na mídia comercial?
  • Quais são as prioridades dos promotores de campeonatos mercantilizados?
  • Idolatria a um jogador é saudável?


terça-feira, 17 de junho de 2014

Não se distraia - cuidado com os abusos das concessionárias

Antes de aceitar reajustes de tarifas e condições de utilização de serviços essenciais e similares, leia, estude, analise, procure entender; cuidado com os contratos, não esqueça que estamos com forte distração. a Copa do Mundo, momento perfeito para todo tipo de maldade, inclusive impostos, taxas, decretos etc.
Está cuidando do que lhe impõem?

  • Custos criados por incompetência de concessionárias não devem ser repassados aos consumidores e usuários dos serviços dessas empresas.
  • Os acionistas respondem pelas empresas privadas e os governantes, quando empresas estatais, precisam se explicar e justificar os abusos.

sexta-feira, 13 de junho de 2014

O que o Governo Federal entende por esses artigos, em especial: VII - ampliação dos mecanismos de controle social.


Art. 1º  Fica instituída a Política Nacional de Participação Social - PNPS, com o objetivo de fortalecer e articular os mecanismos e as instâncias democráticas de diálogo e a atuação conjunta entre a administração pública federal e a sociedade civil.
Parágrafo único.  Na formulação, na execução, no monitoramento e na avaliação de programas e políticas públicas e no aprimoramento da gestão pública serão considerados os objetivos e as diretrizes da PNPS.

Art. 3º  São diretrizes gerais da PNPS:
I - reconhecimento da participação social como direito do cidadão e expressão de sua autonomia;
II - complementariedade, transversalidade e integração entre mecanismos e instâncias da democracia representativa, participativa e direta;
III - solidariedade, cooperação e respeito à diversidade de etnia, raça, cultura, geração, origem, sexo, orientação sexual, religião e condição social, econômica ou de deficiência, para a construção de valores de cidadania e de inclusão social;
IV - direito à informação, à transparência e ao controle social nas ações públicas, com uso de linguagem simples e objetiva, consideradas as características e o idioma da população a que se dirige;
V - valorização da educação para a cidadania ativa;
VI - autonomia, livre funcionamento e independência das organizações da sociedade civil; e
VII - ampliação dos mecanismos de controle social.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Bons técnicos e engenheiros - treinamento, formação de equipes


  • Quanto tempo é necessário para formar bons profissionais? 
  • Qual é o prazo de preparação segura para atividades de alto risco? 
  • Como as concessionárias formarão equipes para atividades de alto risco? 
  • A terceirização e a formação de equipes nas concessionárias, qual o prazo para transições? 
  • O Poder Judiciário tem noção da complexidade e riscos de acidentes?
  • No Brasil existe compreensão para a boa tecnologia e seus profissionais?

domingo, 1 de junho de 2014

A inclusão regride?

Brasil, a farsa da inclusão e acessibilidade universal.
1.       Por que a inclusão não existe?
a.       Não interessa (ainda) à indústria do turismo, lazer, cultural, mobilidade urbana, etc.?
2.       Por que a indústria cultural e midiática não se interessa pela inclusão?
3.       As prioridades relativas aos ODM foram abandonadas?
4.       Exemplos:
a.       Os urbanistas desprezam e não priorizam a inclusão e acessibilidade.
b.      O desenho universal não é lei no Brasil.
c.       As normas de segurança são feitas ao sabor da indústria.
d.      Concessionárias privatizadas gastam uma fortuna em propaganda e muito pouco pela inclusão e acessibilidade.
e.      Idosos e idosas são tratados como um problema inevitável, as cidades não se preocupam seriamente com a segurança deles.
f.        O ensino da LIBRAS não é considerado nas reformas propostas (CEENSI, exemplificando).
g.       Os filmes nacionais não têm legenda.
                                                              i.      Áudio descrição e LIBRAS (língua oficial brasileira) aparecem raramente.




quarta-feira, 28 de maio de 2014

INPE, ABNT, CONFEA etc.- qualidade e confiabilidade de material de instalação elétrica e lâmpadas, eletrodomésticos etc.


  • O material para instalação elétrica no Brasil tem qualidade necessária e suficiente para uso normal e seguro?
  • A durabilidade é garantida de que forma?
  • Esse material, importado ou feito no Brasil, qual é a forma de auditagem?
  • O que falta para podermos ter segurança e certeza de qualidade?
  • Os eletrodomésticos são realmente feitos de acordo com as normas técnicas do Brasil?
  • As lâmpadas fazem o que dizem?
  • Luminárias são confiáveis?
  • Resumindo, temos qualidade técnica?

sábado, 17 de maio de 2014

Impostos, taxas, encargos, carimbos


  • Você se sentiu bem declarando o Imposto de Renda?
  • Sabe quanto paga de imposto e firulas fiscais?
  • Concorda com o padrão de gerenciamento de sua cidade, estado e União?

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Juros absurdos


Adriano Benayon *  15.04.2014

Cidadãos saqueados

1.A oligarquia financeira mundial saqueia o Brasil, inclusive através da dívida pública, inflada pela capitalização de juros absurdos, mesmo gerando,  com só eles, gastos inúteis da ordem de R$ 350 bilhões anuais.



Até quando?
Somos sadomasoquistas?

domingo, 27 de abril de 2014

Transporte ilegal de valores

Doleiro é necessário?
Grandes empresas e bilionários precisam de doleiros?
Aviões executivos só transportam pessoas sérias, responsáveis e deputados?
Quanto seria o contrabando de pedras preciosas, dólares, terras raras etc. do Brasil para fora?
Existe uma estimativa disso?

terça-feira, 15 de abril de 2014

O Brasil protege bandido e deixa as crianças nas ruas, fábricas de mais bandidos.

Até quando?

  1. Mais um bom trabalho um TRAFICANTE a MENOS a casa caiu =D ....

    A Equipe do Sargento Fahur continua atrapalhando a vida dos TRAFICANTES...

    nessa apreensão a equipe pegou um TRAFICANTE e muita DROGA
    assista todo o video e veja o "DESABAFO" do Sargento Fahur que fala com sinceridade Pedindo PENA DE MORTE aos malditos TRAFICANTES ...
    Por favor compartilhem ;)

Quanto vale uma professora? Menos que os parasitas de Gabinete?

ane Poteriko compartilhou a foto de Geane Poteriko.
Aqui está: #SalariodeProfessor
* Depois de trabalhar desde 2009 com 40h/a no Estado, disciplinas de Inglês e Português, e Oficina de Mídias Rádio, passar por vários colégios em Colombo - CE Zumbi dos Palmares, CE Plinio M. Tourinho, CE Vila Liberdade, CE Prof. Altair da Silva Leme, CE Jardim Esperança, CE Lindami Alberti, CE Tancredo Neves, CE Presidente Abraham Lincoln, CE Romário Martins (Piraquara)...

*Enfim, depois de ser professora padrão desde 2012, passar no Concurso de 2007 e assumir esse padrão apenas em 2012 (#Absurdo), e agora ser chamada no Concurso da SEED para o segundo padrão no Estado, tendo passado com as notas: 10 - 10- 10...

*ESSE É O MEU SALÁRIO EM PERÍODO DE LICENÇA MATERNIDADE...
Curtir ·  ·