E daí?

E daí?

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Greve no transporte coletivo urbano de Curitiba em janeiro de 2015

Uma greve estranha
Em Curitiba, como qualquer cidade brasileira, existe um sistema de transporte coletivo urbano organizado para atender os moradores da capital paranaense.
Um acordo entre a administração municipal, o Governo do Estado e prefeituras da Região Metropolitana de Curitiba viabilizou há alguns anos o transporte coletivo urbano metropolitano.
Os dois sistemas têm agentes diferentes e públicos diferentes.
Ficam as perguntas:
  • Por quê a população do município de Curitiba fica sem ônibus (paralisação aparentemente total) quando a questão básica é o impasse em torno do transporte coletivo metropolitano?
  • Por quê o SINDIMOC enfrenta essa greve que deveria ser assunto para outros trabalhadores do transporte em Curitiba?
  • Onde estão os empresários? Sumiram?
  • Por quê não vemos um debate, cara a cara, entre o Governador e os prefeitos?

Precisamos entender melhor o que está acontecendo....

Cascaes

26.1.2015

P.S.: Sindimoc - Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário