E daí?

E daí?

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Silêncio ensurdecedor

Silêncio ensurdecedor: Dois anos e três meses após a morte do marido, L.R. foi intimada a depor na Delegacia de Homicídios de Curitiba. Ao contrário de tantos familiares, que pedem mais agilidade na investigação, ela solicitou à polícia que não buscasse mais informações sobre o...

Um povo indefeso, fragilizado economicamente, juridicamente, sem apoio policial eficaz e diante de leis absurdas a favor dos criminosos pode se defender?

Nenhum comentário:

Postar um comentário